Lasanha de ragu de carne

Lasanha de ragu de carne

out 24
Lasanha de ragu de carne

Gente que saudade eu estava das minhas panelas!! Esse longo período em que fiquei afastada da cozinha só me fez ter certeza de que eu amo cozinhar e amo postar tudinho, tim tim por tim tim, para incentivá-los nessa deliciosa experiência.

Essa semana arrisquei uma lasanha de ragu de carne.

Antes de mais nada, preciso explicar o que é ragu. O ragoût ou ragù é um tradicional molho italiano a base de carne cozida.  Geralmente é preparado com legumes e vinho tinto. O tipo de carne pode variar e o cozimento deve ser feito em fogo baixo, até que fique bem macia e se integre ao molho, o que leva mais ou menos 3 horas. Para ganhar tempo, a opção é o preparo na panela de pressão, mas se optar por esta, cozinhe nela até que a carne esteja macia e complete o cozimento sem a pressão, para engrossar o molho.

Dizem que fica fantástico se feito com ossobuco - coisa de chef mesmo!! Mas como não encontrei no supermercado fiz de paleta bovina, pois eu queria uma carne com osso. Siiim, mais uma informação… combina com praticamente todo tipo de massa e polentas.

Na boa… depois que você preparar o molho ragu vai torcer o bico para os molhos basiquinhos de carne moída. Aahh vai!!!!

600 gr de paleta bovina (bem carnuda, tá?!)

1 cebola picada

4 dentes de alho amassados

2 tomates maduros pelados (picados grosseiramente)

1 xic. de cenoura em cubinhos

Hortelã miudo (a gosto)

Alecrim (a gosto)

1 cubo de caldo de bacon

200 ml de vinho tinto seco

Tempere a paleta com sal, pimenta do reino e 2 dentes de alho amassados.  Aqueça o óleo na panela de pressão, junte a cebola, o restante do alho e a cenoura e refogue rapidamente. Junte a carne e refogue em fogo alto até começar a dourar, acrescente o tomate pelado e folhas de hortelã e alecrim (o quanto goste), acrescente o cubo de caldo de bacon e o vinho. Observe que o cozimento na panela de pressão requer líquido, então eu complete com um pouco de água (o suficiente para cobrir a carne). Depois que começar a chiar marque 50 minutos, retire a pressão, destampe e deixe cozinhar lentamente a obter um caldo bem encorpado.

Deixe o molho esfriar e desfie a carne. Caso os temperos não tenham sumido no cozimento, dê uma forcinha com o liquidificador. Bata ligeiramente e volte o molho para a panela com a carne desfiada. E pronto!!! Tá bom… reconheço não é simples, mas vale a pena.

 * Para harmonizar escolhi um tinto italiano, que segundo especialistas: “No caso dos famosos molhos ao sugo e bolonhesa (tomate e carne respectivamente), a acidez e concentração de sabores são determinantes. O molho de tomate geralmente pede vinhos de maior vivacidade, fruta e descomprometimento. Os tintos do sul da Itália são quase imbatíveis. Eles têm acidez na medida certa, além de corpo e fruta que o prato espera. Esta versão engloba a popular receita, intercalando fatias de mussarela e presunto.  Já o molho de carne, vamos falar de ragù sério, apurado lentamente em fogo brando. Podemos continuar no sul italiano, com vinhos mais estruturados, sem exageros.” Fonte: www.vinhosemsegredo.wordpress.com

 

VN:R_U [1.9.20_1166]
Rating: 0 (from 0 votes)

6 comments

  1. Lillian Torres

    Moranguinha, você arrasa em tudo que faz, adoro essas suas dicas sempre cheias de detalhes! Adoooro! Parabéns!

  2. Lorena

    Mó, faz tempo que não visito o blog,amei essa receita e as explicações sobre o que era o ragú, agora que sei, vou colocar em prática.

    Um bj.

Comente aqui!